Logotipo Coonect.se
Banner Gestão por Competências: Mapeamento de competências Banner Gestão por Competências: Mapeamento de competências
Gestão
14/05/2021 Anna Cherubina Scofano

Gestão por Competências: Mapeamento de competências

O termo competência acompanha o mundo do trabalho ao longo de quase dez décadas, mesmo considerando sua ampliação de significado durante este período. Surgiu nos Estados Unidos, na década de 30, frente a demanda de desenvolver parâmetros que tornassem trabalhos diferentes comparáveis. Ao longo do tempo, este tema vem se aprimorando e se transformando dentro de cada organização conforme sua utilização, cultura, práticas e estágio de desenvolvimento na gestão de pessoas. 


Importante nos ater ao significado da palavra competência e às demandas atuais de resultados. Desta forma, estamos nos referindo ao CHA (Conhecimento, Habilidades e Atitudes) considerando o desenvolvimento de soft e hard skills, no âmbito comportamental e técnico, sempre associado à obtenção de resultados e a garantia de vantagens competitivas para o negócio frente à concorrência.


Por um bom tempo, e talvez ainda hoje para algumas empresas, recrutar e avaliar desempenho com base em competências representou um excelente método de seleção e avaliação de performance. Porém, o fato é que, quando nos referimos ao modelo estratégico de gestão por competências, este vai muito além da gestão da seleção e desempenho por competências. No primeiro modelo, a visão era limitada às demandas pontuais e não articuladas. Enquanto, no modelo de Gestão estratégica por competências são consideradas as diretrizes essenciais ao negócio em termos do seu crescimento e a gestão de pessoas. Vale ressaltar que em ambos os modelos sempre houve o mapeamento de competências, entretanto com referências e objetivos distintos. 


Equívocos das organizações quanto a Gestão por Competências



Muitas organizações, de maneira equivocada, consideram atuar com a gestão por competências, simplesmente por terem mapeado as competências para o recrutamento e seleção, ou mesmo dos cargos, demonstrando o quanto ainda estão despreparadas do ponto de vista da gestão estratégica de pessoas por competências.

A gestão por competências se estabelece, de fato, na medida em que está alinhada ao planejamento estratégico da organização. Ocorre que, infelizmente, a realidade nos mostra que nem todas as empresas têm um planejamento estratégico e isto faz com que atuem, consideravelmente, distantes de uma gestão estratégica tanto do negócio, quanto de pessoas.

Quais as maiores complexidades da implantação ou mesmo da aplicação do modelo de gestão por competências?


Alinhamento estratégico


Necessário e indispensável ter clareza das diretrizes do planejamento estratégico e a participação da diretoria, a fim de realizar o referido alinhamento e o mapeamento das competências organizacionais e diferenciadoras.

Mapeamento das competências



Trata-se da estrutura, do alicerce de todo processo e o mais difícil de ser realizado. Comumente, é no mapeamento de competências onde as empresas mais erram e ao se equivocarem no mapeamento temos um efeito dominó: custos desnecessários, pulverização de ações de capacitação insipientes e distanciamento dos resultados esperados pela organização.

  1. Entender que no processo de mapeamento de competências 'o menos é mais'


  1. Trabalhar as camadas de desdobramento do mapeamento de competências com o suporte dos referidos protagonistas.


  1. Para cada competência mapeada temos que construir, internamente, suas descrições e indicadores, pois cada organização pode interpretar com sentidos até semelhantes, mas nem sempre são os mesmos. Portanto, copiar de livros as competências, descrições e indicadores pode não significar a melhor estratégia para sua empresa.


  1. Algumas pessoas pensam que o mais importante no modelo são as ferramentas, outra falácia. A consistência do modelo de gestão por competências reside em um conjunto fidedigno do mapeamento das competências e aí sim, podemos pensar nas ferramentas.


  1. As competências mapeadas permeiam sobre todos os subsistemas da gestão de pessoas, logo prudência ao implantá-lo.


  1. Modelo de Gestão por competências – Entender que o referido modelo, quando ainda não existente na empresa, implica em uma mudança cultural na organização. Necessário se faz a transparência, a sensibilização e o apoio/preparo às lideranças. 

    Leia também:

    Futuro do Trabalho: Adaptação das estratégias do RH

    Educação corporativa: Quais são os ganhos para o seu negócio? Como integrar o aprendizado ao desenvolvimento de competências essenciais?


Conclusão


Efetivamente, não restam dúvidas de que o modelo de gestão por competências veio para ficar, e que ao longo do tempo sua tendência é de se aprimorar cada vez mais. Isto porque, ele é o único modelo de gestão de pessoas que confere a mensuração por meio da realização de atividades, a resolução de problemas por meio de competências e a visualização do desenvolvimento da competência e o alcance das metas e resultados, este por último claro, desde que o mapeamento de competências tenha sido realizado corretamente e dentro dos princípios técnicos.


Leia outros conteúdos como este em nosso blog. Venha se coonectar conosco através de muito conteúdo.

Conteúdos Relacionados

Liderança Tóxica ou Chefia Tóxica?

Gestão

Liderança Tóxica ou Chefia Tóxica?

Por que os líderes também podem ser tóxicos? O texto a seguir traz as diferenças entre o contágio positivo e negativo de um líder tóxico, o que fazer para não cair nesta armadilha e como reconhecer se você está sendo um líder ou chefe tóxico.
Ler Post
Tendências de Gestão de Pessoas: Qual é o nosso desafio?

Gestão

Tendências de Gestão de Pessoas: Qual é o nosso desafio?

Sabemos que estamos vivendo tempos diferentes, onde a mudança tem três elementos importantes, tanto para pessoas quanto para organizações: velocidade; conhecimento profundo e tecnologia.
Ler Post
Satisfação no trabalho: Por que sua empresa precisa medir?

Gestão

Satisfação no trabalho: Por que sua empresa precisa medir?

A satisfação no trabalho traz grandes benefícios para sua empresa, colaboradores motivados, fiéis e mais produtivos são algumas vantagens. Confira o conteúdo completo!
Ler Post
A jornada do colaborador depende da segurança psicológica!

Gestão

A jornada do colaborador depende da segurança psicológica!

Nossa especialista Aline Dotta, explica em detalhes como a Jornada do Colaborador está ligada diretamente a segurança psicológica do profissional. Confira!
Ler Post
Gestão da Experiência do Colaborador: Sua empresa precisa ser especialista nessa atividade!

Gestão

Gestão da Experiência do Colaborador: Sua empresa precisa ser especialista nessa atividade!

O mundo mudou, um novo paradigma chegou com a Revolução Industrial 4.0 e Revolução Social 4.0, produção de serviços, conhecimento e crença da competitividade do século XX deixa lugar a nova crença do século XXI, a cooperação.
Ler Post
4 dicas que podem ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade no trabalho

Gestão

4 dicas que podem ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade no trabalho

Nossa especialista, Aline Dotta, trouxe 4 incríveis dicas para ajudar você e sua equipe a reduzir a ansiedade no trabalho. Confira, você vai gostar!
Ler Post
Futuro do Trabalho: Adaptação das estratégias do RH

Gestão

Futuro do Trabalho: Adaptação das estratégias do RH

O futuro do trabalho, é um assunto difícil de ser abordado, visto que, já é possível visualizar seus sinais em nossa sociedade atual. Para facilitar seu entendimento, nossa especialista Anna Cherubina traz detalhes valiosos sobre este assunto. Confira!
Ler Post
Felicidade e Espiritualidade no trabalho: Por que sua empresa precisa saber?

Gestão

Felicidade e Espiritualidade no trabalho: Por que sua empresa precisa saber?

Você sabe por que se tem produzido tanto conteúdo sobre felicidade e espiritualidade? Alguém já te perguntou se você é feliz no trabalho? Se isso te deixou inquieto, siga comigo, mas se ficou confortável, fique preocupado.
Ler Post
Ícone Whatsapp